Por que colocar esse amor como obsessão

Se não há em ti igual disposição?

Por que deixar o coração aberto

Se não o ocupas, se nunca estás por perto?

Por que te retrais? Por que silencias?

Por que tudo adias?

Por que não dizes “sim” ou “não”?

Com isto, fazes da minha vida

Uma grande interrogação

Motivo de muitos porquês:

Por que te querer ou não te querer?

Por que te desejar ou não te desejar?

Por que te amar ou não te amar?

Enfim, por que insistir

Se estou tão inseguro

Que mesmo te amando tanto assim

Muito mais do que amo a mim

Troquei a razão pela emoção

Enlouqueci, me perdi

Tudo confundi!



Esqueçamos esses malditos porquês

Estou tão confuso

Que já nem sei mais dizer

Por que te amo, por quê?





Walter Pereira Pimentel

26.03.05



 


Ana Amélia Donádio


Que não seja o nosso amor motivo de tristeza.
Que teu coração não esmoreça diante da incerteza.
Que a distância não te impeça de sonhar.
Que a ausência não iniba o teu desejar.
Que a carência não aumente a tua solidão.
Que a saudade não machuque teu coração.
Que os desencontros não te proíbam de querer.
Que os teus medos não ceguem o teu saber.
Que a tua ansiedade não mate o teu talvez.
Que a tua insegurança não se transforme em porquês.



Porque o teu amor é motivo da minha alegria.
Porque vejo em teu coração toda a magia.
Porque mesmo distante é somente teu o meu pensar.
Porque sinto o teu contato mesmo sem te tocar.
Porque estás presente mesmo na ausência.
Porque tenho certeza da tua querência.
Porque tenho a esperança de te encontrar.
Porque ao teu lado quero caminhar.
Porque anseio em te dar o meu calor.
Porque te amo, meu amor!


Todos os direitos reservados®

Arte Final Fascination
Mid: Per Amore
Imagem: Image Bank

 

Envie  aos  Amigos

Voltar     *     Principal

Livro  de  Visitas